Notícias

Aniam
08/03/2020

BRASIL ASSINA COM EUA ACORDO MILITAR QUE Dá ACESSO A FUNDO DE US$100 BI

MIAMI (Reuters) - O governo brasileiro assinou neste domingo um acordo de desenvolvimento de projetos com os Estados Unidos que pode dar acesso ao Brasil a um fundo de desenvolvimento de tecnologia para defesa que chega 100 bilhões de dólares.

O acordo pode ainda ajudar o Brasil a capacitar sua indústria e abrir o mercado norte-americano para a indústria nacional da área militar.

O pacto RDT&E (sigla em inglês para pesquisa, desenvolvimento, testes e avaliação) prevê a possibilidade de parceria em projetos para tecnologias de defesa, que podem levar a produtos com patentes a serem divididas entre os dois países e exploradas pelas empresas desenvolvedoras.

O financiamento será público, e terá que ser dividido entre os dois países, mas o desenvolvimento das pesquisas será feito por empresas privadas.

Empresas brasileiras e americanas poderão se associar para desenvolver tecnologias e se candidatar ao financiamento pelo fundo.

O acordo não prevê um valor obrigatório de financiamento e os custos serão divididos entre os dois países, em que pese a diferença nos tamanhos das economias e dos orçamentos das duas nações.

No entanto, na questão tecnológica, o aporte de tecnologia inicial não precisará ser equitativo, o que, segundo o governo brasileiro poderá trazer mais capacitação para a indústria nacional de defesa, que tem hoje 220 empresas, entre elas Embraer, Taurus e Companhia Brasileira de Cartuchos, mas são em sua maioria de médio ou pequeno porte.

O Brasil exporta produtos de defesa hoje para 85 países, com vendas de 1,23 bilhão de dólares em 2019.

A meta do governo, no entanto, é abrir mais mercados, especialmente o americano, maior do mundo, e o dos 28 países membros da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) —do qual o Brasil se tornou aliado extra-bloco no ano passado por incentivo dos americanos.
Quase todos esses países têm acesso ao fundo americano de defesa.

“Quero ressaltar que o acordo que assinamos hoje vem a somar com o que aconteceu em 2019, quando depois de 20 anos tivemos a aprovação do acordo de salvaguardas tecnológicas (para uso da base de Alcântara). Em seguida fomos reconhecidos como aliados extra-Otan. Esse é mais um acordo inédito”, disse o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva.

O pacto está sendo tratado como ponto alto da viagem do presidente Jair Bolsonaro a Miami, esta semana. Apesar de a negociação ter começado na verdade em 2017, ainda no governo de Michel Temer, tomou mais fôlego no ano passado, quando Bolsonaro —que tem interesse especial na área e abriu uma política de alinhamento com os Estados Unidos— assumiu o governo.

A cooperação na área de defesa e inteligência é um dos pontos centrais das relações entre Brasil e Estados Unidos.

No entanto, os leilões de tecnologia 5G, marcados para outubro, mas que possivelmente serão adiados, podem atrapalhar um avanço maior, de acordo com um funcionário de alto escalão da Casa Branca.

Em um briefing no sábado pela manhã, a fonte, que falou em condição de anonimato pela sensibilidade dos temas, alertou que a abertura do Brasil aos chineses da Huawei —uma das únicas empresas com tecnologia 5G do mundo— pode ser um impedimento ao que chamou de uma “cooperação forte” na área de defesa e inteligência entre os dois países.

 

 


Veja também as notícias anteriores   Veja também as notícias anteriores

 

26/03/2020 - Comunicado
19/03/2020 - Faturamento de site de armas dos EUA sobe 309% com o coronavírus
23/03/2020 - Taurus tem “atividade essencial” e irá manter as operações
18/03/2020 - Taurus recebe homenagem como marca mais lembrada e preferida
08/03/2020 - Brasil assina com EUA acordo militar que dá acesso a fundo de US$100 bi
07/03/2020 - Presidente da Taurus diz que lei é boa, mas comprar uma arma demora 8 meses
08/03/2020 - Taurus conquista países asiáticos
06/03/2020 - Diadema entrega novos equipamentos para GCM e GCP
10/03/2020 - Secretaria De Justiça Entrega Pistolas Para Novos Policiais Penais
27/02/2020 - Com venda recorde no exterior, indústria brasileira de defesa terá incentivo federal
27/02/2020 - Um tiro para nova largada
21/02/2020 - Guardas municipais recebem 109 novas pistolas
19/02/2020 - Policiais de Brusque recebem curso de habilitação para uso de fuzis
19/02/2020 - Polícia Civil recebe armas e viaturas em Guaramirim
18/02/2020 - Guarda Municipal de Osasco recebe 130 novas pistolas
27/01/2020 - Longe dos holofotes, comitiva com CEO da Taurus acompanha Bolsonaro na Índia
05/12/2019 - Distribuidores da África do Sul e da Ucrânia adquirem pistolas da Taurus
05/12/2019 - Conselho da Taurus aprova cisão parcial de controlada Polimetal
07/11/2019 - Ministério da Justiça faz megalicitação para compra de 160 mil pistolas
07/11/2019 - Casa Militar capacita profissionais para uso de armamento de longo alcance
05/11/2019 - TAURUS PN FECHA EM ALTA DE 14,71%, A R$ 3,82, COM EDITAL DO GOVERNO
01/11/2019 - As 1.000 maiores da Dinheiro
01/11/2019 - Visão Empresarial Tecnologia & Defesa
24/10/2019 - X SIMPÓSIO DE OFICIAIS DE MATERIAL BÉLICO DAS POLÍCIAS MILITARES ACONTECE EM FORTALEZA.
24/10/2019 - VENDA DE ARMAS LEVES NO BRASIL PODERÁ BATER RECORDE EM 2019.

 

 

Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados.
Powered by .PACH.